Páginas

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013


Meus amigos, hoje conclui mais um ano de nossas vidas e se inicia um novo ciclo. É um momento de reflexão acerca do que passou e planejamento do que virá. Quero desejar a todos um novo ano de realizações, com saúde, coragem, sabedoria e muita capoeira! Que possamos ser vitoriosos na vida. Abaixo um texto bem legal que me enviaram como sendo do Drumond, mas encontrei sites que apontam não ser dele. Enfim, a autoria aparentemente é desconhecida, mas a mensagem vale á pena. Feliz 2013.

Recomeçar

Não importa onde você parou,
em que momento da vida você cansou,
o que importa é que sempre é possível
e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma nova
chance a si mesmo.
É renovar as esperanças na vida
e o mais importante:
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.

Chorou muito?
Foi limpeza da alma.

Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia.

Sentiu-se só por diversas vezes?
É por que fechaste a porta até para os outros.

Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora.

Pois é!
Agora é hora de iniciar,
de pensar na luz,
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso,
ou aquele velho desejo de apender a pintar,
desenhar,
dominar o computador,
ou qualquer outra coisa?

Olha quanto desafio.
Quanta coisa nova nesse mundão
de meu Deus te esperando.

Tá se sentindo sozinho?
Besteira!
Tem tanta gente que você afastou
com o seu "período de isolamento",
tem tanta gente esperando apenas um
sorriso teu para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza nem
nós mesmos nos suportamos.
Ficamos horríveis.
O mau humor vai comendo nosso fígado,
até a boca ficar amarga.

Recomeçar!
Hoje é um bom dia para começar
novos desafios.

Onde você quer chegar?
Ir alto.
Sonhe alto,
queira o melhor do melhor,
queira coisas boas para a vida.
pensamentos assim trazem para nós
aquilo que desejamos.

Se pensarmos pequeno,
coisas pequenas teremos.

Já se desejarmos fortemente o melhor
e principalmente lutarmos pelo melhor,
o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da Faxina Mental.

Joga fora tudo que te prende ao passado,
ao mundinho de coisas tristes,
fotos,
peças de roupa,
papel de bala,
ingressos de cinema,
bilhetes de viagens,
e toda aquela tranqueira que guardamos
quando nos julgamos apaixonados.
Jogue tudo fora.
Mas, principalmente,
esvazie seu coração.
Fique pronto para a vida,
para um novo amor.

Lembre-se somos apaixonáveis,
somos sempre capazes de amar
muitas e muitas vezes.
Afinal de contas,
nós somos o "Amor".

sábado, 29 de dezembro de 2012

Capoeira: ferramenta de educação

Entrevista no programa Dojô com o capoeirista e doutorando em Educação Andreyson Calixto (Instrutor Berimbau - Abadá Ceará) dialogando sobre o uso da capoeira como ferramenta de educação e os benefícios físicos, psicológicos e sociais proporcionados por sua prática. Valeu Berimbau! Muito coerente os seus apontamentos.

Assista o vídeo aqui.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Coleção Conheça Mais” – Cultura Afro-Brasileira: Nosso Patrimônio

A Fundação Cultural Palmares lançou na semana passada (19) a Coleção Conheça Mais – Cultura Afro-Brasileira: Nosso Patrimônio, uma coletânea de 9 livros que abordam diversas manifestações culturais de origem negra, além de ações afirmativas e o Estatuto da Igualdade Racial. o objetivo da coleção é atender à demanda por material didático referente a cultura afrodescendente, nos termos da Lei. 10.639/03. Para tanto, as obras serão distribuídas para escolas, bibliotecas e para a sociedade me geral. 

Um dos volumes trata da capoeira e foi escrito pelo Mestre Luiz Renato Vieira (Beribazu - DF). O título deste volume é A Capoeira e as Políticas de Salvaguarda do Patrimônio Imaterial: legitimação e reconhecimento de uma manifestação cultural de origem popular. A obra reúne parte dos resultados de uma pesquisa realizada pelo autor no programa de pós-doutorado em história comparada do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Natal: é tempo de ser feliz

Recebi esse texto de uma amiga e quis compartilhar com os amigos pois trás uma bonita mensagem. Infelizmente não sei quem é o autor. Independente de religiões, as palavras desse texto são bem significativas. 



NATAL: É tempo de ser feliz!


Quando, na minha vida, faz-se necessário superar tristezas, eu olho para cima e agradeço a Deus por viver. Depois, olho para dentro de mim e vejo os meus valores, recordo as minhas conquistas e esqueço as minhas dores.

Lembro que todos nós possuímos uma força interior que nos dá poder extraordinário para superar tristezas, curar feridas, recuperar dos choques da vida, renascer sempre, erguer-nos, ultrapassar e elevar. Sempre teremos a chance de conquistar os verdadeiros tesouros.

Somos privilegiados, podemos ver a luz. Essa luz que vem de Deus e ilumina as nossas vidas. Privilegiados somos por fazer parte deste mundo, de compartilhar tantos sentimentos e viver bons momentos.

Devemos ter esperança sempre, pois a felicidade todos nós podemos encontrar, basta acreditar!

E, para começar a viver um novo tempo, o mais importante é saber que estamos de bem com a vida.

Retomarei o leme do meu barco que estava à deriva. A previsão do tempo indica que a tempestade vai passar....... Neste roteiro quero cruzar os mares, rios e oceanos, pois ainda tenho muito a velejar.

Antes de partir, escreverei na areia esta mensagem: “Sempre haverá no céu um arco-íris, depois que a chuva passar......”.

Um Feliz Natal e um próspero ano novo a todos vocês, extensivo aos seus familiares.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Capoeira Solidária - Natal 2012

Grupos de capoeira promovem campanha de Natal

Até 20 de dezembro, a campanha CAPOEIRA SOLIDÁRIA - NATAL 2012 vai arrecadar lanches, brinquedos e quantias em dinheiro para crianças do Pirambu, Serrinha e comunidade das Placas, todas ligadas ao mundo da capoeiragem

A reunião do aprendizado do jogo da capoeira com a solidariedade vai ajudar a construir um momento especial para crianças de três comunidades de Fortaleza. Os grupos Centro Cultural Capoeira Água de Beber (Cecab), Nação Brasileira e Equipe Cultural de Capoeira promovem a campanha Capoeira Solidária - Natal 2012, que vai arrecadar brinquedos novos e usados (em bom estado de uso), lanches ou qualquer quantia em dinheiro para crianças com idade entre 5 e 12 anos.

Elas moram no Pirambu, Serrinha e comunidade das Placas, em Fortaleza, e participam, direta ou indiretamente, de projetos sociais ligados à prática da capoeiragem. A arrecadação é uma iniciativa da Rede de Desenvolvimento Econômico da Capoeira, criada recentemente da união de nove grupos da Capital. O objetivo é promover iniciativas coletivas para a sustentabilidade econômica da capoeira na cidade, sempre em diálogo com grupos e capoeiristas de todo o mundo.

Fundador e presidente do Cecab, Mestre Ratto explica que a rede atua na integração dos grupos, facilitando a circulação de verbas para eventos de capoeira, além de valorizar os mestre locais, mapear a produção de material e sistematizar as necessidades do setor, sendo a primeira iniciativa do Brasil de grupos de capoeira em torno da sustentabilidade econômica. “O dinheiro vai circular dentro da rede. Quem quiser comprar um berimbau ou uma camisa, por exemplo, compra de alguém do círculo”, explica.

A Rede é composta pelos grupos: Escola de Capoeira (Contramestre Olímpio), Acapoeira (Mestre Maizena), Capoeira em Movimento (Mestre Auricélio), União Capoeira (Mestre Marrom), Luz Viva (Contramestre Aramola), Capoeira Brasil (Mestre Paulão), Centro Cultural Capoeira Água de Beber (Mestre Ratto), Nação Brasileira (Mestre Envergado) e Equipe Cultural de Capoeira (Contramestre Piolho).

A campanha Capoeira Solidária - Natal 2012 é a abertura de uma série de ações da Rede pensadas para o decorrer do próximo ano em torno de incentivar o trabalho coletivo entre os capoeiristas, buscando valorizar a prática da arte e ampliar os projetos sócio-culturais desenvolvidos entre diversos públicos de Fortaleza. “A gente sabe que o País possui uma desigualdade muito grande e a capoeira está presente em toda a sociedade, conhece as realidades”, destaca Ratto, capoeirista há 30 anos e Mestre há dez.

As doações podem ser feitas até o dia 20 de dezembro, na sede do Cecab.

Mais informações:
CENTRO CULTURAL CAPOEIRA ÁGUA DE BEBER (CECAB)
Mestre Ratto: (85) 8866-5835
Endereço: rua Cônego Lima Sucupira, nº 1436, Serrinha, Fortaleza (CE)
(Próximo ao Aeroporto Internacional Pinto Martins)

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Encontre sua grandeza - comercial da Nike com capoeira


Ciclo de debates Pró-Capoeira São Paulo

Será realizado no próximo sábado (15) na cidade de São Paulo, o Ciclo de Debates Pró-Capoeira: Regulamentação, Salvaguarda e Incentivo à Atividade da Capoeira, que tem o intuito de debater as propostas de políticas públicas para a salvaguarda e promoção da capoeira no Brasil e no mundo. 

O debate é uma promoção da Fundação Cultural Palmares em parceria com o Iphan e contará com a presença do deputado federal Carlos Zarattini, autor do projeto de lei que propõe a regulamentação da capoeira como profissão, e do consultor legislativo do Senado Federal e também mestre de capoeirado grupo Beribazu, Luiz Renato Vieira. 

Serviço:
Ciclo de debates Pró-Capoeira: Regulamentação, Salvaguarda e Incentivo à Atividade da Capoeira
Data: 15 de dezembro de 2012
Hora: 14h às 17h
Local: Câmara Municipal de São Paulo - Salão Nobre
Viaduto Jacareí, 100, Bela Vista - São Paulo

Fonte: Palmares

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Frevo pernambucano é patrimônio da humanidade

A UNESCO reconheceu nesta quarta-feira (05) o registro do frevo pernambucano como patrimônio cultural imaterial da humanidade. O frevo é uma riquíssima expressão cultural popular que surgiu a partir da mistura de diversos elementos da cultura brasileira, inclusive da capoeira. Exemplo disso são os passos do frevo que na verdade se traduzem em movimentos e golpes da capoeira estilizados e disfarçados em coreografias.

Para saber mais, clique aqui.

Confira também um vídeo sobre o frevo e capoeira pernambucana:


Vale lembrar que atualmente também existe todo um movimento no intuito de registrar a capoeira como patrimônio da humanidade. Confira aqui a notícia.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Jogo de discursos – A disputa por hegemonia na tradição da capoeira angola baiana - lançamento

Será lançado no dia 19 deste mês o livro Jogo de discursos – A disputa por hegemonia na tradição da capoeira angola baiana de autoria do capoeira Paulo Andrade Magalhães Filho, conhecido na capoeiragem como "sem terra". No local também será realizada uma apresentação músico-poética do grupo Vira Saia, roda de capoeira angola e coquetel.

O livro é fruto da dissertação de mestrado em Ciências Sociais do autor e aborda a diversidade de tradições relativa às diferentes linhagens de herança na capoeira angola. Para a elaboração da obra, foi realizada uma vasta pesquisa na imprensa baiana, além de entrevistas com 18 mestres.

O lançamento do livro integra as atividades do evento O Sabor do Saber Ancestral, realizado pela ACANNE (Associação de Capoeira Angola Navio Negreiro) no período de 19 a 24 de Novembro de 2012, composto por uma semana de rodas, oficinas e vivências, tendo como fio condutor a relação entre a ancestralidade, a cultura, as lutas e os valores civilizatórios de matriz africana.

Sobre o autor
Paulo Andrade Magalhães Filho é jornalista pela UFMG, especialista em Educação e Relações Étnico-Raciais pela UESC e mestre em Ciências Sociais pela UFBA. Fundador da revista Angoleiro é o que Eu Sou (BH – MG), foi consultor dos Encontros Pró-Capoeira realizados pelo IPHAN e membro da organização do I Seminário Baiano de Proposição de Políticas Públicas para a Capoeira. Ex-secretário da Associação Brasileira de Capoeira Angola, atualmente compõe a Coordenação de Patrimônio Cultural do Fórum de Cultura da Bahia.

Serviço:
Lançamento do livro Jogo de discursos – A disputa por hegemonia na tradição da capoeira angola baiana
Data: 19.11.12 (segunda-feira)
Hora: 18h
Local: Espaço Cultural da Barroquinha
Praça Castro Alves, s/n - Barroquinha
Salvador - Bahia

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Pausa para refletir


Foto de um painel da exposição Guerra e Paz de Portinari retirada em 28.10.12 - acervo pessoal de Ju Monteiro

Blog Iê Camará - Capoeira de corpo e alma

A capoeirista e jornalista cearense Aline Pedrosa acaba de lançar no Jangadeiro On Line uma ferramenta de comunicação direcionada para a capoeira: o blog Iê Camará - Capoeira de corpo e alma. O espaço é destinado ao compartilhamento de informações sobre eventos, cursos, palestras, espetáculos e outras expressões da prática da capoeiragem. Os interessados em sugerir uma pauta para divulgação devem entrar em contato através do e-mail: pedrosaroots@gmail.com

Fica a dica!

Identidade no tambor - Retalhos de Mestre Toni Vargas

Vídeo curtinho, mas interessante com Mestre Toni Vargas falando sobre a identidade do capoeirista.

Para ver o vídeo, clique aqui.

Fonte: A Beira Mar TV

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Edital para seleção de Projeto relacionado à música, canto e dança de comunidades afrodescendentes

Estão abertas até o dia 16 de novembro as inscrições para projetos destinados a promover a ação de salvaguarda de patrimônio cultural imaterial relacionado à música, canto e dança de comunidades afrodescendentes da região Sul e Norte. Poderão ser inscrever instituições públicas e privadas sem fins lucrativos de todo o Brasil que tenham experiência com o processo de seleção de chamamento público. O envio das propostas é feito exclusivamente através do Portal de Convênios - SINCOV.

Para maiores informações, clique aqui.

Fonte: Iphan



terça-feira, 30 de outubro de 2012

Ciclo de debates Pró-Capoeira - Rio Grande do Sul


A Fundação Cultural Palmares realizará no dia 10 de novembro na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, a 2ª edição do Ciclo de Debates Pró-Capoeira: Regulamentação, Salvaguarda e Incentivo à Atividade da Capoeira. No intuito de elaborar políticas públicas para a capoeira no encontro serão abordadas diversas temáticas de interesse dos capoeiristas, dentre elas a capoeira enquanto saber popular, a capoeira na escola segundo a Lei n° 10.639/03 e Projeto de Lei n° 31/09 que trata da regulamentação da capoeira.

Serviço
Ciclo de Debates Pró-Capoeira: Regulamentação, Salvaguarda e Incentivo à Atividade da Capoeira
Data: 10 de novembro
Horário: 14h  
Local: Memorial do Rio Grande do Sul
Endereço: Rua Sete de Setembro, 1020 – Praça da Alfândega – Centro Histórico – Porto Alegre – RS.

Fonte: Palmares

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

29 de outubro - Dia Nacional do Livro


Pausa para um click

Parece que vejo capoeira em tudo... fui a duas exposições artísticas esse fim de semana e olha o que vi por lá...


Desenho: noiva de um muçulmano indo para seu esposo 
Autor: Vivant Denon 
Foto retirada em 28.10.12 na exposição O Egito sob o olhar de Napoleão - acervo pessoal de Ju Monteiro


Desenho: plantando bananeira
Autor: Portinari 
Foto retirada em 28.10.12 na exposição Guerra e Paz - acervo pessoal de Ju Monteiro



Desenho: Paz
Autor: Portinari
Foto retirada em 28.10.12 na exposição Guerra e Paz - acervo pessoal de Ju Monteiro


domingo, 28 de outubro de 2012

Dicionário do folclore brasileiro - Luís da Câmara Cascudo

Esse mês adquiri outro boa obra nas minhas andanças literárias: a nova edição (2012) do Dicionário do Folclore Brasileiro de Luís da Câmara Cascudo. Um bom livro para aprofundar o estudo acerca dos nossos usos e costumes e mergulhar na diversidade da cultura brasileira. A 1ª edição do livro data de 1954 e de lá para cá já houveram 12 edições. Câmara Cascudo, nordestino, original de Natal (RN), é considerado um dos maiores estudiosos da cultura popular brasileira. 

Trechos:

Bole-bole: espécie de samba na Bahia. Citando Eros Volúsia, Renato Almeida (História da música Brasileira, 163) esclarece: "O corpo todo entra em jogo; entra em jogo toda alma, e, instintivamente, giram pupilas, tremem testas, abanam orelhas, incham e desincham bochechas e o bole-bole das caras se torna mais interessante do que o das ancas em rotação."
pág. 124

Ladino: Finório, esperto, fino, manhoso, sabido, sabendo desembrulhar-se de qualquer situação. Escravo ladino ero o que já falava o português e podia desempenhar algumas funções caseiras ou do artesanato. Ver Negro Novo. Informa Pereira da Costa (Vocabulário Pernambucano, 414): "Nome dado ao africano já instruído na língua vernácula, religioso e serviço doméstico ou do campo, para o distinguir do negro novo, o recentemente chegado, e a que se dava o nome de boçal". (...)
pág. 388

Referência bibliográfica:
Cascudo, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 12 ed. São Paulo: Global, 2012.

domingo, 21 de outubro de 2012

Nomes afro e africanos e seus significados - Facebook

Amigos, para aqueles que tem conta no facebook, deixo aqui a dica de uma página muito boa sobre cultura afro e afrodescendente a qual vale a pena acompanhar, o nome da página é Nomes afro e africanos e seus significados. Lá vocês vão encontrar uma infinidade de livros para download, imagens, poesias, dicas, etc. Tem muita coisa boa! 

Eu não sou muito fã de facebook, principalmente porque vejo coisas sem propósito sendo amplamente disseminada por lá, mas tem coisas que merecem ser valorizadas e essa página é uma delas. Esse é um trabalho que vem sendo desenvolvido de uma maneira bem bacana, trazendo informação de qualidade.

Não se esqueçam de clicar no botão "curtir" para poder ficar recebendo as atualizações das postagens. 

Boa leitura!

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Novo Dicionário Banto do Brasil - Nei Lopes


Dei um pulinho na Livraria Cultura mês passado e fiz mais uma boa aquisição: encontrei a nova edição (2012) do Novo Dicionário Banto do Brasil de Nei Lopes. Esse livro apresenta um conjunto de vocábulos que chegaram ao Brasil através da diáspora africana de negros bantos e revela contribuição que os diversos dialetos africanos tiveram na composição da língua portuguesa do Brasil. É muito interessante reconhecer a quantidade de palavras que usualmente utilizamos em nosso cotidiano que tem origem africana e às vezes nós nem percebemos. Vale a pena ressaltar que a derradeira publicação desse livro ocorreu em 2003.

Trechos:

Caxixi: Pequeno chocalho de palha usado pelos tocadores de berimbau de barriga. De provável origem banta, com evolução do som do instrumento. O mesmo que Mucaxixi.
pág.  87

Gingar: Bambolear o corpo para direita e para a esquerda. Provavelmente do quibundo junga, girar de um lado para o outro. ou do quibundo jingala, bambolear, da mesma raiz de jinga, rodear, remexer, remoinhar.
pág.  125

Referência bibliográfica:
Lopes, Nei. Novo Dicionário Banto do Brasil. 2ª ed. Rio de Janeiro: Pallas, 2012. 

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Espetáculo Berimbaus

Estreou mês passado no Rio de Janeiro o espetáculo Berimbaus, o mais novo trabalho da Cia. de Dança Negra-Contemporânea Kina Mutembua. A iniciativa é patrocinada pela Shell e narra a chegada dos povos africanos ao território brasileiro e a construção de uma cultura marcada pela criatividade e pela resistência. A capoeira tem destaque no espetáculo, sendo apresentadas coreografias de Yuna e São Bento. 


O espetáculo também introduz a coreografia Intore, desenvolvida em cooperação com o Ballet Nacional de Ruanda e financiada pela Unidade Especial de Cooperação Sul-SUl do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) de Nova Iorque.

O espetáculo é dividido em três momentos: 
- Pássaro: momento lírico onde o balé de duas aves é apresentado por meio dos movimentos da capoeira
- Pé de berimbau: celebrando os mestres de capoeira do presente e os ancestrais
- Berimbau: momento em que a força do tambor e da dança africana se expressa em sua plenitude



A Cia. de Dança-Negra Contemporânea Kina Mutembua  integra a Ong Ação Comunitária do Brasil do Rio de Janeiro fundada há 45 anos, e que atua na área de qualificação profissional e geração de renda através do estímulo ao trabalho associativo, ao fomento à produção solidária e ao desenvolvimento de formas alternativas de geração de renda para moradores de comunidades de baixa renda da cidade do Rio de Janeiro. 

Agenda de outubro: Salvador



Fonte: Minas de Ideias

terça-feira, 18 de setembro de 2012

II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira - Prêmio Palmares 2012

Estão abertas até o dia 1º de novembro as inscrições para o II Concurso Nacional de Pesquisa sobre Cultura Afro-Brasileira - Prêmio Palmares 2012 promovido pelo Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra da Fundação Cultural Palmares.

Podem ser inscritos os seguintes trabalhos acadêmicos: monografias de conclusão de curso, dissertações de mestrado e teses de doutorado que versem sobre a cultura afro-brasileira, de acordo com os requisitos estabelecidos no edital.

Serão premiados 13 trabalhos, sendo que a categoria monografia receberá uma premiação no valor de R$ 4.000,00, a categoria de dissertação um prêmio de R$ 8.000,00 e a categoria tese terá como prêmio a publicação da obra sob a forma de livro em uma tiragem mínima de mil exemplares.

Para maiores informações, clique aqui.

Fonte: Palmares

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Ciclo de debates Pró-Capoeira


Carta convite

Tendo em vista o estabelecimento de articulações institucionais e implementação de ações de incentivo à capoeira, a Fundação Cultural Palmares realizará o Ciclo de Debates Pró-Capoeira, que tem por objetivo contribuir para a salvaguarda e promoção da capoeira no Brasil e no Mundo. A preservação desse patrimônio cultural demanda o seu reconhecimento enquanto profissão. Com efeito, a regulamentação do tema configura-se como um importante passo para a valorização dos mestres de capoeira e praticantes que reivindicam tratamento profissional.

O fortalecimento da atividade exige a união de esforços dos Poderes Executivo e Legislativo, em diálogo com a sociedade civil, especialmente com os maiores interessados: os capoeiras. Nesse sentido, temos a honra de convidar Vossa Senhoria para participar do debate com a seguinte temática: “ Salvaguarda e regulamentação da atividade da capoeira”. Este evento ocorrerá no dia 18/09/2012, às 19:00, na sede da Fundação Cultural Palmares, Setor Comercial Sul - Quadra 09 - Ed. Parque Cidade Corporate - Torre B - 1º andar.

Aproveitamos o ensejo para incentivá-lo a convidar os companheiros capoeiristas que se interessam pelo desenvolvimento da atividade.

Valdicley Villas Bôas
Chefe de Representação Regional
Fundação Cultural Palmares
Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro
Tel.(61) 3424-0144

Fonte: Palmares

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Programa Cultural Eletrobrás 2013

Estão abertas até o dia 03.10.12 as inscrições para o Programa Cultural das Empresas Eletrobrás 2013. A iniciativa irá patrocinar projetos culturais de preservação e memória, produção e difusão nas seguintes categorias: teatro, audiovisual e patrimônio imaterial. Podem se inscrever pessoas físicas e jurídicas. Para conferir o edital, clique aqui.

Fonte: Eletrobrás

V Edital Mecenas do Ceará

A Secretaria de Cultura do Ceará lançou nessa segunda o V Edital Mecenas do Ceará, que tem como objetivo apoiar projetos artísticos e culturais cuja finalidade seja fortalecer o setor cultural cearense e promover o desenvolvimento econômico do Ceará. As inscrições estão abertas de 10.09 a 11.10.12 e podem se inscrever pessoas físicas e jurídicas. 

Os projetos inscritos devem ter sua execução prevista para realização entre janeiro e dezembro de 2013 e podem abranger as seguintes áreas: artes visuais e fotografias, audiovisual, teatro, dança, circo, música, arte digital, literatura, livro, leitura, patrimônio material e imaterial, artes integradas.

Para conferir o edital, clique, aqui.

Fonte: Secult Ceará

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Princesas africanas - Leitura compartilhada

Me indicaram esse livro para leitura hoje e assim que terminei de ler resolvi compartilhar aqui no blog devido a riqueza do seu conteúdo. Uma boa leitura para o feriado.

O livro aborda a trajetória de diversas princesas africanas, traçando um paralelo entre o conceito medieval de princesas que temos até hoje incutido em nossas cabeças (o de conto de fadas), com a realidade vivenciada por diversas mulheres do continente africano e do Brasil, da rainha de Sabá até mulheres modernas descendentes de africanos.

Lançado em março de 2009 pela ONG Leia Brasil em parceria com a Petrobrás,  o link para download gratuito do livro encontra-se disponível no site da ONG Leia Mais.

Fonte: Leia Mais

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Especialização gratuita em Gestão Cultural - Itaú Cultural

Estão abertas até amanhã (31.08) as inscrições para a 4ª turma da especialização em Gestão Cultural promovida gratuitamente pelo Instituto Itaú Cultural em parceria com a Universidade de Girona da Espanha. As aulas serão realizadas entre os meses de outubro de 2012 e junho de 2013 em módulos presenciais em São Paulo e módulos virtuais. Os professores do curso são profissionais convidados do Brasil, Espanha e América Latina.

O curso oferece 40 vagas para graduados em ciências humanas, ciências sociais aplicadas e linguísticas, letras e artes, com experiência e vínculo atual em instituição cultural como gestores de cultura ou docentes na área.

Para maiores informações, clique aqui.

Fonte: Itaú Cultural

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Sítio arqueológico do Cais do Valongo poderá se tornar Patrimônio Cultural da Humanidade

O sítio arqueológico do Cais do Valongo no Rio de Janeiro, maior porto de entrada de escravos africanos nas Américas do século XIX, foi inscrito semana passada na Unesco como candidato ao reconhecimento de Patrimônio Cultural da Humanidade. Se for aprovado, este sítio será o primeiro ponto do Brasil relacionado a história afro-brasileira a ser considerado como patrimônio da humanidade.

Confira a matéria na íntegra aqui.

Para ler outras notícias do blog sobre o Cais do Valongo clique aqui e aqui.

Vale lembrar que o Brasil possui apenas duas manifestações culturais reconhecidas como Patrimônio Cultural da Humanidade: o samba de roda do recôncavo baiano e a arte gráfica dos índios Wajãpi. A capoeira também está em processo de ser reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade, decisão que deverá ser tomada pela Unesco em 2013.

Fonte: Palmares

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Lançamento de livro - Pastinha o menino que virou mestre de capoeira


A Solisluna Design e Editora estará lançando nessa quarta-feira (30.08.12) às 15h na Praça do Ferreira em Fortaleza o livro Pastinha o menino que virou mestre de capoeira de Jesus Barreto com ilustrações de Cau Gomes. A atividade integrará a programação da III Feira do Livro Infantil de Fortaleza e na ocasião o ilustrador fará uma contação de histórias ilustrada e caricaturas das crianças.

Para maiores informações, acesse:

III Feira do Livro Infantil:
http://www.flivrofortaleza.com

Solisluna Design e Editora - Catálogo de Livros
http://issuu.com/solislunadesigneditora/docs/catalogo_solisluna2012

Livro Pastinha
http://issuu.com/solislunadesigneditora/docs/pastin
ha

sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Programa Petrobrás Cultural 2012

Estão abertas até 05/10 as inscrições do Programa Petrobrás Cultural 2012. Poderão ser inscritos no edital projetos culturais nas seguintes categorias:

- Apoio a museu, arquivo e biblioteca (inscrições até 29/10)
- Memória das artes (inscrições até 29/10)
- Patrimônio imaterial (inscrições até 29/10)
- Circulação de exposições (inscrições até 30/10)
- Manutenção de grupos e companhias de teatro (inscrições até 30/10)
- Manutenção de grupos e companhias de dança (inscrições até 30/10)
- Produção de filmes de longa metragem para salas de cinema (inscrições até 31/10)
- Festivais de cinema (inscrições até 05/10)
- Produção literária: ficção e poesia (inscrições até 31/10)
- Apoio a artistas, grupos ou redes musicais (inscrições até 01/11)
- Festivais de música (inscrições até 05/10)

Para maiores informações, clique aqui.

Fonte: Petrobrás cultural

Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural 2012 nº 2

Foi publicado no dia 15 deste mês o 2º edital do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural 2012 que concederá auxílio financeiro para o custeio de despesas de artistas, técnicos, agentes culturais e estudiosos em atividades culturais promovidas por instituições brasileiras ou estrangeiras no período de outubro de 2012 a fevereiro de 2013.

O benefício pode ser utilizado para o custeio de transporte pessoal ou de material, hospedagem, inscrição e confecção de material a ser utilizado no evento. Essa é uma boa dica para os capoeiras que tem convites para viajar para eventos em outras localidades mas não tem recursos.

Para maiores informações, clique aqui.

Fonte: Minc

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Capoeira na festa de encerramento das olimpíadas de Londres

Nesse domingo (12.08.12) às 17 horas (horário de Brasília) a cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos 2012 será transmitida para o mundo todo diretamente de Londres e a capoeira fará parte dessa festa!!

Só digo uma coisa: imperdível!

O Brasil será o próximo anfitrião das Olimpíadas em 2016 e por isso na festa de encerramento deste ano será apresentado um painel com a temática País do abraço multicultural, que em 8 minutos mostrará ao mundo um pouco do nosso país através do maracatu, da capoeira e do samba. 

Capoeira não pode parar!!

A apresentação de capoeira será realizada pelo Balé Folclórico da Bahia (BFB), companhia dirigida por Vavá Botelho, através de uma equipe de 32 bailarinos e capoeiristas. Também estão confirmados para a festa a presença dos artistas Seu Jorge e Marisa Monte, dentre outras personalidades brasileiras. Na ocasião, o prefeito de Londres, Boris Johnson, passará a bandeira olímpica para o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. 

Na volta que o mundo deu, na volta que o mundo dá...

ATUALIZAÇÃO!
Bem, não sei se fui ingênua demais ou otimista demais por acreditar que veria, mesmo que por poucos segundos, a capoeira com toda sua riqueza, mas principalmente em sua essência... o que vi foi o esteriótipo da capoeira, personificada por homens fortes dando saltos mortais... capoeira é muito mais do que isso, não preciso nem dizer! Poxa, nem berimbau, malícia, mandinga... nadinha... só salto mortal. Tô aqui lembrando que no dia seguinte ao encerramento das olimpíadas fiz alguns comentários nesse sentido entre alguns conhecidos da capoeira e percebi que incomodei. Me disseram que eu tinha que me considerar feliz em saber que de qualquer forma a capoeira havia "chegado lá"... me desculpe, mas me conformar com isso tá difícil. Bora abrir o olho! Capoeira não é show pra gringo ver não!

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

03 de agosto - dia do capoeirista - Ainda em busca de uma explicação...

Amanheci o dia vendo a internet infestada de manifestações acerca do famoso "dia do capoeirista" comemorado no dia de hoje. Deixando as polêmicas de lado, é sempre bom celebrar essa arte brasileira. Todo dia é dia de capoeirar, reunir os camaradas e alimentar o axé... mas também não nos custa nada exercitar o senso crítico, peneirar a enxurrada de informações com as quais somos bombardeados cotidianamente pela mídia e aprofundar o estudo sobre essa manifestação cultural que é tão importante na vida de muitos de seus seguidores.

Ano passado escrevi um texto sobre essa data, abordando a questão deste dia ser uma comemoração estadual de São Paulo e não nacional como muitos pensam, então não vejo sentido em repetir aqui as mesmas informações. Quem tiver interesse em ler o texto do ano passado, basta clicar aqui

De qualquer forma, quero atualizar algumas informações sobre esse dia. Primeiro de tudo, o mistério acerca do por que esta data (03 de agosto) ter sido escolhida como dia do capoeirista ainda continua... O texto da lei 4.649/85 que criou o dia do capoeirista em São Paulo e fundamenta toda essa comemoração é bem curto e objetivo, não esclarecendo em nada essa indagação. 

Lei Estadual nº4.649/85 - SP
Institui o "Dia do Capoeirista", a ser comemorado anualmente, no dia 3 de agosto.
O GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO:
Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte Lei:
Artigo 1º - Fica instituído o "Dia do Capoeirista", a ser comemorado, anualmente, no dia 03 de Agosto.
Artigo 2º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação. 
Palácio dos Bandeirantes, 07 de agosto de 1985.
FRANCO MONTORO
Publicada na Assessoria Técnico-Legislativo, aos 7 de agosto de 1985

Para reforçar esse enigma, há também uma lei municipal de São Paulo, a Lei 9.994 de 01 de novembro de 1985 de autoria do vereador Ricardo Trípoli, que institui o dia do capoeirista a nível municipal nesta mesma data, sem dar qualquer explicação em seu texto dos motivos para a escolha deste dia específico. 

Lei Municipal nº 9.994/85 - SP
Institui no âmbito municipal o "Dia do Capoeirista".
Mário Covas, Prefeito do Município de São Paulo, usando das atribuições que lhe são conferidas por lei. Faz saber que a Câmara Municipal, em sessão de 2 de outubro de 1985, decretou e eu promulgo a seguinte lei::
Artigo 1º - Fica instituído, no âmbito municipal, o "Dia do Capoeirista", a ser comemorado, anualmente, no dia 03 de Agosto.
Artigo 2º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogada as disposições em contrário.
Prefeitura do Município de São Paulo, aos 01 de novembro de 1985, 432º da fundação de São Paulo.
MÁRIO COVAS, Prefeito
JOSÉ AFONSO DA SILVA, Secretário dos negócios jurídicos
DENISARD CNÉSIO DE OLIVEIRA LAVES, Secretário das Finanças
IBERÊ BANDEIRA DE MELLO, Secretário dos Negócios Extraordinários
Publicada na Secretaria do Governo Municipal, em 01 de novembro de 1985
JOSÉ DUVAL GUEDES FREITAS, Secretário do Governo Municipal

Quero sem bem grata ao amigo Tante que foi pesquisar na Câmara Municipal de São Paulo sobre a lei 9.994/85 e me enviou uma cópia do arquivo. Valeu Tante! Achei muito legal a sua iniciativa.

Então, continuamos em busca de uma explicação... 

Mas, este ano eu quero escrever mesmo é sobre o Projeto de Lei 7536/2010 que institui o Dia Nacional da Capoeira em 20 de novembro em alusão a Zumbi dos Palmares e está em trâmite na Câmara dos Deputados. Recentemente ele foi aprovado por unanimidade pela Comissão de Educação e Cultura e quero  compartilhar com vocês o texto de aprovação da proposta:

A instituição de datas comemorativas, atribuição dessa Comissão, tem como objetivo básico promover o resgate de nossa memória como instrumento de afirmação da cidadania e de valorização da identidade nacional. Existem as mais variadas datas cívicas no calendário das efemérides nacionais. Umas objetivam prestar homenagem a personagens de nossa História, há aquelas que têm como escopo o reconhecimento da sociedade à determinada categoria profissional, já outras pretendem desenvolver a conscientização da população acerca de uma dada realidade social ou promover nossa diversidade étnico-cultural.

A presente proposição, ao instituir o Dia Nacional da Capoeira, enquadra-se na última categoria, pois pretende homenagear o segmento afro-brasileiro, no mesmo dia em que se comemora, também, o Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro), alusivo à morte do líder negro Zumbi dos Palmares.

Temos conhecimento da Lei nº 12.345, de 2010, que “fixa critério para instituição de datas comemorativas”. Essa nova legislação determina que, além de a proposição ser apresentada por projeto de lei, a instituição de uma nova data comemorativa deverá vir acompanhada de comprovação da realização de consultas e/ou audiências públicas a amplos setores da população (art. 4º). A intenção do legislador é dar maior legitimidade as proposições com esse teor, respaldado no preceito constitucional, assente no art. 215, § 2º de nossa Carta Magna.

No entanto, consideramos que, em se tratando do Dia Nacional da Capoeira, a trajetória histórica dessa manifestação esportivo-cultural já garante sua legitimidade perante a sociedade brasileira. Recorremos, pois, à História para fundamentar melhor nossa posição.

A capoeira é considerada uma arte multidimensional e um fenômeno complexo e multifacetado, pois é ao mesmo tempo dança, luta, jogo e música. Suas origens remontam ao período colonial de nossa História, com registros de sua prática como forma de luta e resistência dos negros escravizados desde o século XVIII. Mesmo após a abolição da escravatura, a capoeira era mal vista pelas autoridades políticas e elite intelectual. A partir de 1890 foi criminalizada e chegou a ser incluída no Código Penal como atividade proibida. Os capoeiristas passaram a sofrer dura perseguição e repressão policial.

A partir da década de 1920, a prática começou a ser descriminalizada e com o apoio de intelectuais e historiadores passou a ser considerada um legítimo esporte brasileiro. Mestre Bimba, famoso capoeirista, fundou sua academia e deu início ao estilo chamado de Capoeira Regional em 1937. Ele fez uma apresentação para o presidente Getúlio Vargas em 1954, ocasião em que o estadista teria se referido à capoeira como único esporte genuinamente nacional.

Em 1941, Mestre Pastinha, outro importante capoeirista, abriu o seu centro esportivo e disseminou o estilo denominado Capoeira Angola, modalidade ainda hoje bastante praticada.

Na década de 1950, a capoeira passou a ser retratada e divulgada por artistas como Jorge Amado, Carybé e Pierre Verger, entre outros. Nos anos seguintes, ganhou espaço também nas produções artísticas do Cinema Novo, da Tropicália e da Bossa Nova.

Em 1975, o esporte chegou à Nova York, e, em 1990, Mestre João Grande inaugurou a primeira escola de capoeira angola dos EUA- Capoeira Angola Center. Atualmente, a capoeira está presente em mais de 150 países, atraindo praticantes e estudiosos dos cinco continentes do planeta. Sua globalização, feita sem incentivo governamental, ocorreu devido às viagens dos capoeiristas, considerados por muitas autoridades e adeptos como verdadeiros “embaixadores informais” por divulgarem a cultura brasileira no exterior.

Finalmente, em 2008, o ofício dos mestres de capoeira foi registrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro no livro do registro dos saberes e, mais recentemente, o Estatuto da Igualdade Racial (Lei nº 12.228, de 20 de julho de 2010) não só ratificou a capoeira como “bem de natureza imaterial e de formação da identidade cultural brasileira, nos termos do art. 216 da Constituição Federal” (art. 20, caput), como também a reconheceu como desporto de criação nacional:

“Art. 22. A capoeira é reconhecida como desporto de criação nacional, nos termos do art. 217 da Constituição Federal.
§ 1º A atividade de capoeirista será reconhecida em todas as suas modalidades em que a capoeira se manifesta, seja como esporte, luta, dança ou música, sendo livre o exercício em todo o território nacional.
§ 2º É facultado o ensino da capoeira nas instituições públicas e privadas pelos capoeiristas e mestres tradicionais, pública e formalmente reconhecidos”.

Diante do exposto, nosso voto é pela aprovação do PL nº 7.536, de 2010, que “Institui o Dia Nacional da Capoeira”.

Sala da Comissão, em 22 de novembro de 2011.
Deputado WALDENOR PEREIRA
Relator

Atualmente esse Projeto de Lei agora está aguardando parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados, estando cada vez mais próximo de ser aprovado definitivamente. Então, vamos ficar no aguardo! Lembrando que 20 de novembro desde o ano passado é feriado nacional, Dia de Zumbi e da Consciência Negra.

Enfim, sendo ou não sendo hoje o dia do capoeirista, desejo muito axé aos amigos camaradas com quem tenho a satisfação de conviver nas rodas da vida. Um salve aos grandes mestres. Amizade verdadeira não tem preço!

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Documentário de capoeira na Tv Câmara

A Tv Câmara exibiu no dia 05 de julho deste ano no programa Brasilidade um pequeno documentário acerca da capoeira, com a participação dos mestres Pau Pereira, Elma e Luiz Renato Vieira. Para ver o vídeo, clique aqui.

Sinopse: 

A capoeira é uma modalidade esportiva muito difundida atualmente no Brasil e no mundo, mas nem sempre foi assim. Considerada um costume bárbaro de negros e proibida pelo Código Penal Brasileiro de 1890, sua prática só foi descriminalizada no ano de 1940, com a elaboração do Novo Código Penal. Hoje, diversas escolas perpetuam essa tradição, segundo linhagens e rituais próprios, que fazem da capoeira uma das expressões culturais mais ricas do Brasil. 

Fonte: Tv Câmara

terça-feira, 31 de julho de 2012

Tá na Água de Beber: culto aos ancestrais na capoeira

Hoje disponibilizamos mais uma produção acadêmica recém produzida acerca da capoeira: a dissertação de Mestrado em Sociologia Tá na Água de Beber: culto aos ancestrais na capoeiradefendida em junho deste ano na UFC pelo camarada Carlos Vinícius Frota de Albuquerque (Tropeço). Para baixar o arquivo, clique aqui.

Resumo:

A capoeira é uma luta-dança-jogo que faz parte do conjunto de tradições oriundas das heranças dos negros raptados no continente africano e submetidos ao regime escravocrata no Brasil. Na capoeira, os ancestrais são objeto de deferência e admiração ao longo do ritual da roda e na transmissão dos conhecimentos. A pesquisa visa compreender o culto aos ancestrais na capoeira praticada no Centro Cultural Capoeira Água de Beber (CECAB), uma associação sem fins lucrativos que atua difundindo esta manifestação cultural. Partindo de uma perspectiva etnográfica, a observação participante apresenta-se como principal procedimento metodológico, priorizando uma análise qualitativa. Para a realização do levantamento bibliográfico, recorremos principalmente à literatura científica produzida em torno das temáticas da capoeira, de memória coletiva, e dos conceitos de campo, habitus e classe em Pierre Bourdieu. Observamos a devoção aos ancestrais, no cotidiano do CECAB, ao longo da transmissão dos saberes, do ritual da roda, das narrativas e dos discursos do mestre, das relações de poder e do tratamento da temática da religiosidade. A memória destes personagens, dos acontecimentos e de lugares da história da capoeira é projetada sobre as experiências contemporâneas, oferecendo suporte ao sentimento de pertença ao grupo e à trajetória das culturas negras no Brasil. Os ancestrais são apresentados enquanto autênticos representantes da relação da capoeira com as demais culturas afro-brasileiras, relação esta que, no dia-a-dia dos treinos, das rodas e dos eventos, os capoeiristas do CECAB afirmam o compromisso com a sua continuidade. Os mestres são os guardiões das memórias dos ancestrais e principais responsáveis pela preservação da tradição. Contudo, no culto aos ancestrais, a memória é moldada de forma a consolidar a ordem social e legitimar o poder dos seus atuais representantes, os mestres do presente. As representações acerca do passado e dos seus personagens sofrem um processo de seleção a partir das relações de poder, dos interesses e das preocupações presentes nos universo da capoeira no momento em que são articuladas e expressas.

Palavras-chave: Memória. Culto aos ancestrais. Capoeira.

Contato do autor: viniciusfrota@yahoo.com.br

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Quilombo dos Palmares - Edison Carneiro

Esse mês dei um pulinho na livraria para comprar uns livros que estava precisando por conta do meu trabalho e acabei topando com um volume da 5ª edição do livro O Quilombo dos Palmares do etnólogo Edson Carneiro lançado em 2011. 

Não deu pra deixar essa oportunidade passar, pois a primeira vez que esse livro foi publicado no Brasil foi em 1947 e a derradeira edição data de 1988, ou seja, 23 anos atrás...

Ainda não terminei de ler, mas posso dizer que o livro é muito bom e indico essa leitura para quem tiver interesse em conhecer um pouco mais sobre o quilombo dos Palmares, que diga-se de passagem é constantemente cantado nas rodas de capoeira.

Além desse livro ser uma referência de estudo sobre esse assunto, Edison Carneiro foi uma dos pesquisadores mais sérios sobre a cultura brasileira, tendo escrito diversos livros sobre o assunto, inclusive uma obra bastante conhecida no mundo da capoeiragem, o Cadernos de Folclore - Capoeira editado em 1975.

Então, fica aí a dica!

Sinopse

Nos anos 30 e 40 surgem as importantes pesquisas de Edison Carneiro, analisando as dimensões culturais africanas no Brasil, em especial as formas religiosas. Na abordagem sobre Palmares, uma grande viragem aconteceria em 1947. Praticamente refunda um debate mais tarde esquecido, mas profundamente atual: as experiências da diáspora e da história da África, produzindo um estudo original sobre a organização política, econômica, militar, cultural e social de Palmares, apontando para o fenômeno "contra-aculturativo". 

O pioneirismo e a sofisticação analítica foram únicos. Edison Carneiro foi um dos primeiros a sugerir uma classificação para os quilombos, chamando atenção para as “características e peculiaridades”, além de destacar os limites metodológicos das fontes usadas para analisá-los: produzidas pela repressão. Argumentou sobre uma tipologia, no caso uma “fisionomia comum”, sendo que para ele o “movimento da fuga” por si só constituía a “negação da sociedade oficial”, e a formação de comunidades era a “reafirmação da cultura e do estilo de vida africanos”. Foi assim pioneiro – depois, somente os estudos de Clóvis Moura deram continuidade – em conceber uma sociologia própria dos quilombos no Brasil. Segundo ele, o “tipo de organização” dos quilombos era de verdadeiros “estados africanos”. 
Flavio Gomes

Referência bibliográfica
Carneiro, Edison. O quilombo dos Palmares. São Paulo: WMF Martins, 2011. (Raízes)

domingo, 22 de julho de 2012

Agentes Culturais da Juventude Negra

ATUALIZAÇÃO!! Inscrições prorrogadas até 04.09.12

A Fundação Cultural Palmares - FCP lançou nesta semana o edital de chamamento público para a implantação de 10 (dez) Núcleos de Formação de Agente Cultural da Juventude Negra - NUFACs em todo o país. 

O objetivo destes núcleos será promover gratuitamente a qualificação profissional de negros e negras entre 15 e 29 anos do ensino fundamental e médio, completo e incompleto, oriundos das classes sociais C, D e E de todas as regiões brasileiras, capacitando-os para atuarem como promotores da cultura afrobrasileira no mercado de trabalho e em suas comunidades. 

Poderão se inscrever neste edital órgãos e entidades da administração pública direta e indireta federais, estaduais, municipais e do Distrito Federal, instituições culturais, públicas e entidades privadas sem fins lucrativos que tenham, dentre outros requisitos, foco de atuação na área da cultura e educação.

As inscrições poderão ser feitas através do portal SINCOV do Governo Federal até o dia 20 de agosto de 2012. Para acessar o edital, clique aqui.

sábado, 21 de julho de 2012

Vida longa

Dois artistas de capoeira separados por gerações. 
Unidos pela paixão, o ritual e o respeito

Vida Longa é um filme produzido pela Bertie Films que registra o encontro entre duas gerações de grandes mestres de capoeira: Mestre João Grande, baiano discípulo de Mestre Pastinha que hoje reside em Nova York lecionando capoeira angola e Mestre Poncianinho do Cordão de Ouro, paulistano que atualmente reside em Londres.

Esperamos que o público perceba que "vida longa" na verdade refere-se a longa vida da arte (capoeira) e isso é mostrado através de um grande mestre desta arte... (Mestre Poncianinho)

O filme foi exibido neste mês de julho apenas em Londres e não consegui localizar na internet informações sobre a comercialização do dvd, mas pelo trailer dá para perceber que é uma homenagem bem bonita para a capoeira.

Visualmente rico, carregado de cultura.

Vida Longa é uma jornada íntima entre um dos mais antigos e um dos mais jovens mestres de capoeira da história. Os maiores jogadores de nosso tempo capturados em um filme que ultrapassa idade, era e expectativas.


Para ver o trailer, clique aqui.

Para ver o vídeo do making off do filme, clique aqui.


Fonte: http://www.bertiefilms.co.uk 
http://randomacts.channel4.com/#view/301
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...